Seção de atalhos e links de acessibilidade

SAÚDE: Secretaria de saúde promove campanha de aleitamento materno e alerta para teste do pézinho!!


Publicado em: 02 de Agosto de 2021


Data: 02 de Agosto de 2021


Legenda: Jacke Ferrarezi

O Agosto Dourado simboliza a luta pelo incentivo à amamentação – a cor dourada está relacionada ao padrão ouro de qualidade do leite materno. De acordo com a Organização Mundial da Saúde (OMS) e o Fundo das Nações Unidas para a Infância (Unicef), por ano, cerca de seis milhões de vidas são salvas por causa do aumento das taxas de amamentação exclusiva até o sexto mês de idade.

leite materno é a melhor fonte de nutrição para bebês e a forma de proteção mais econômica e eficiente para diminuir as taxas de mortalidade infantil, sendo capaz de reduzir em até 13% os índices de mortes de crianças menores de cinco anos, segundo o Ministério da Saúde. O aleitamento materno protege a criança de doenças como diarreia, infecções respiratórias e alergias, além de evitar o risco de desenvolver hipertensão, colesterol alto, diabetes e obesidade na vida adulta.

O Ministério da Saúde recomenda a amamentação até os 2 anos de idade ou mais e, de forma exclusiva, nos seis primeiros meses de vida, mesmo nas mães que tiveram casos confirmados de Covid-19.

Desde 1981, o Ministério da Saúde coordena estratégias para proteger e promover a amamentação no Brasil.

O país possui 301 Hospitais Amigos da Criança que promovem 10 passos para o sucesso do aleitamento materno. São repassados, por ano, R$ 18,2 milhões para as unidades.

Além disso, o Brasil possui ainda 222 bancos de leite humano e 219 postos de coleta. Em 2020, cerca de 181 mil mulheres doaram mais de 226 mil litros de leite materno. Neste ano, até junho, foram doados 111,4 mil litros.

No ano passado, o Ministério da Saúde investiu R$ 16,9 milhões, em caráter excepcional, na proteção e apoio ao aleitamento materno e na alimentação complementar adequada para crianças menores de dois anos na Estratégia Amamenta e Alimenta Brasil (EAAB), da Atenção Primária à Saúde.

E em conjunto com a campanha do Agosto Dourado, a Secretaria Municipal de Saúde quer trazer um alerta sobre o TESTE DO PEZINHO, que é fundamental no período de Amamentação, principalmente nos primeiros dias de vida.

Fazer o Teste do Pezinho é algo de fundamental importância para a saúde do seu bebê. Isso porque o teste permite o diagnóstico precoce de muitas doenças. Detecta atualmente seis doenças SUS-MS: hipotireoidismo congênito, anemia falciforme, fibrose cística, fenilcetonúria, deficiência de biotinidase e hiperplasia adrenal congênita.

Quando colher?

Após 48 horas de vida do bebê

Entre o 3º e 5º dia de vida do bebê – TEMPO OPORTUNO

E por quê?

Tempo que o bebê recebeu carga de proteínas pelo LM suficiente para alguns marcadores biológicos (Fenilcetonúria). Após este período alguns marcadores biológicos não apresentam confiabilidade (Fibrose Cística).

Fica então o ALERTA. Procure a Secretaria Municipal de Saúde ou o Psf1 e agende o teste de seu bebê ainda nos primeiros dias de vida.